Como o consumo de álcool pode afetar a sua vida sexual?
22 de dezembro de 2022

Como o consumo de álcool pode afetar a sua vida sexual?

Compartilhe

O álcool é uma substância psicoativa que causa alterações na função cerebral, dependência química e uma série de riscos à saúde. Na verdade, o consumo exagerado de qualquer tipo de droga, ainda que seja lícita, pode ser a raiz de vários problemas.

 

Visto como caso de saúde pública, o consumo descontrolado do álcool traz como resultado um quadro de alcoolismo, considerado uma doença pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Não paramos para pensar que o consumo de álcool pode ainda resultar em problemas como mudança de humor, intoxicação do organismo e tão temida disfunção erétil. Vamos entender mais sobre as consequências do álcool na vida sexual masculina?

 

O que é disfunção erétil?

 

Popularmente conhecida como impotência sexual, a disfunção erétil é a incapacidade de manter uma ereção firme o suficiente, afetando diretamente o desempenho sexual de um indivíduo. Em relação às pessoas que apresentam o problema, não há um padrão para ser levado como base, já que ela ocorre por diferentes motivos e atinge homens de todas as idades.

 

Caso você já tenha apresentado sinais de disfunção erétil e esse problema esteja afetando diretamente a sua autoestima e modo de viver, a nossa recomendação é que você busque pelo direcionamento de um médico experiente, assim como o Dr. Marcio Dantas, especialista em Sexualidade Humana e com mais de 35 anos de experiência em técnicas médicas para aumento peniano e tratamentos para disfunção erétil.

 

Disfunção erétil causada pelo álcool

 

De acordo com estudo realizado por Carlos Renato Tirapelli, professor da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP (Universidade de São Paulo), o álcool afeta a circulação sanguínea do corpo cavernoso, músculo responsável por fazer o pênis dilatar e contrair quando recebe estímulos.

 

Ainda de acordo com a pesquisa publicada em um artigo da European Journal of Pharmacology, quando há o consumo exagerado de álcool, os vasos sanguíneos do pênis se contraem mais, reduzem o fluxo sanguíneo e, como consequência, impede a ereção do pênis. Para chegar nesse resultado, um grupo de ratos recebeu diariamente, por seis semanas, uma solução com 20% de teor alcoólico.

 

Dessa forma, se considerarmos o consumo regular do álcool por um longo período de tempo, é possível afirmar que haverá grandes chances de um homem desenvolver o quadro de impotência sexual, além, é claro, dos outros graves problemas de saúde causados pelo mesmo motivo, podendo até mesmo chegar a óbito por isso.

 

Como é o tratamento para disfunção erétil?

 

A disfunção erétil possui diferentes opções de tratamentos e a escolha de um deles é feita a partir da análise de diferentes fatores, como o motivo que causou o problema. Por isso, mais uma vez, deixamos claro que é indispensável que o caso seja avaliado por um profissional experiente, responsável por identificar qual tratamento será eficaz.

 

Se você percebeu que sofre com a impotência sexual e deseja iniciar um tratamento, o Dr. Marcio Menezes, médico com mais de 35 anos de experiência em casos de disfunção erétil, está pronto para te atender, analisar detalhadamente e de maneira assertiva todo o contexto do problema apresentado e tirar todas as suas dúvidas. Agende sua consulta aqui!

 

O consumo moderado de álcool faz mal?

 

Assim como já falamos, o consumo exagerado de nenhuma substância, ainda que lícita, faz bem ou trará consequências positivas para a vida de uma pessoa. No caso do álcool, o seu consumo tem seus contras até mesmo quando feito de forma moderada, porque o que há de maléfico em sua composição não será facilmente expelido do organismo, ou seja, se você beber hoje, as substâncias seguirão no seu corpo depois.

 

Com isso, é importante entender as pessoas como seres individuais e a recomendação sobre o consumo do álcool deve ser feita de forma diferente para cada uma delas. Por exemplo, antes de chegar a uma conclusão, é preciso saber sobre o seu histórico de doenças, genética e uma série de outros fatores importantes.

 

Não esqueça que o consumo do álcool também afeta negativamente outros âmbitos da vida pessoal e da rotina de uma pessoa, como a qualidade do sono, disposição, bom humor, saúde da pele e do corpo em geral, dentre outras condições.

 

Você precisa saber!

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o álcool causa 1 morte a cada 10 segundos e, beber demais ou com muita frequência, aumenta o risco de:

- Lesões;

- Lesões no fígado;

- Câncer;

- Doenças cardíacas;

- Doenças mentais.

 

Reforçando, não é proibido beber, mas, para proteger a sua saúde, é necessário evitar o consumo prejudicial do álcool.